User Profile

diegopds

diegopds@bolha.review

Joined 1 month, 2 weeks ago

Leio "de tudo". Sempre gostei de ficção científica e distopias, mas atualmente estou com um "bloqueio" para ficção em geral.

Tenho me debruçado mais em livros de não-ficção. Os assuntos que me despertam maior interesse no momento são as críticas e exposições sobre os problemas na sociedade contemporânea.

Isso abrange: modo de produção, obsolescência programada, questões climáticas, superficialidade, promoção da ignorância (agnotologia) entre outros.

Blog
Mastodon
Skoob (estante mais atualizada) Ver mais… Textão!

This link opens in a pop-up window

2024 Reading Goal

10% complete! diegopds has read 1 of 10 books.

Jean Baudrillard: Simulacros e simulação (Paperback, Português language, 1991, Relógio d'Água) No rating

Simulacros e Simulação, escrito em 1981, mantém-se como um dos mais inovadores livros de Jean …

O poder pode encarnar a sua própria morte para reencontrar um vislumbre de existência e de legitimidade. Foi o caso dos presidentes americanos: os Kennedy morriam por terem ainda uma dimensão política. Os outros, Johnson, Nixon, Ford, não tiveram direito senão a atentados fantoches, a assassínios simulados. Mas faltava-lhes apesar de tudo essa aura de manequins de poder. O rei tinha de morrer outrora (o deus também), residia aí o seu poder. Hoje esforça-se miseravelmente por fingir morrer, a fim de preservar a graça do poder. Mas esta está perdida.

Simulacros e simulação by  (Page 29)

Fiz a anotação abaixo em 2022, salvo engano. E com o esquisitíssimo episódio envolvendo Donald Trump, ocorrido em 13 de julho de 2024, não há como não lembrar desta passagem do livro. E não refiro aqui à veracidade ou não do evento, mas sim ao seu valor simbólico.

Aqui, o autor faz um comparativo entre as mortes (reais) dos Kennedy e os atentados (assassinatos simulados, nas palavras de Baudrillard) de Nixon, por exemplo. Alega que o poder tem de encarnar sua morte para reencontrar sua legitimidade. É necessário fazer maiores pesquisas quanto aos fatos mais antigos e aos mais recentes, mas não há como não lembrar de Tancredo Neves, Marielle Franco e o atual presidente Jair Bolsonaro. Também leva a pensar na narrativa religiosa: o deus-filho que morre e ressuscita.

Também me fez lembrar do conceito de Hiper-realidade, tratada no livro e também muito abordada por Bruno Torturra, do Estúdio …

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

Intervenções

Papel da arte: é preciso revisitar esse tema a todo instante. Seja na orientação de conteúdos culturais de maior qualidade ou na questão mais introspectiva. Entender de que modo a arte pode sensibilizar, promover um desabafo, uma crítica, um movimento de resistência ou mera contemplação vem da possibilidade de contato com o tema. Essa revitalização passa por uma modificação comportamental, o que exige amplo esforço por parte do coletivo.

Redação para concursos, Enem e Vestibulares Aprenda redação com lógica by , (Page 153)

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

Arte e indústria cultural

[...]

[...] As músicas, em sua maioria, perderam a possibilidade de apresentação caricatural ou hiperbólica de variados contextos. Não existem narrativas de problemas sociais ou desafios cotidianos (no limite, há um apelo sentimental para letras que narram problemas amorosos e demais situações simplistas).

As grandes bilheterias do cinema revelam uma fuga da realidade por parte dos espectadores: filmes de super-heróis e ficções científicas ganharam espaço nos últimos anos. A receita? Algo que leve o espectador a uma anestesia mental com os sofisticados recursos tecnológicos, criem a expectativa de um 'retorno', 'parte II', para alimentar o fluxo artístico pautado na dimensão exclusivamente econômica.

Redação para concursos, Enem e Vestibulares Aprenda redação com lógica by , (Page 150)

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

Criatividade e criticidade na arte

Um dos aspectos mais cobrados com relação ao debate sobre a arte é o processo de produção da arte. Isso se dá por conta da falta de estímulos aos mecanismos artísticos que tendem a impulsionar a produção de cultura em determinada localidade. Que por sua vez se dá por falhas no aspecto da gestão pública, assim como em segmentos sociais que lidam com a arte, transformando a mesma em mero entretenimento, sem um compromisso com a profundidade crítico-reflexiva (veículos de comunicação em massa, por exemplo).

[...]

Hipervalorização da criatividade: ao mesmo tempo em que as estruturas sociais cerceiam a possibilidade de o indivíduo agir de modo espontâneo e autônomo, não valorizando habilidades artísticas específicas (interpretação, produção, ação), o mercado acaba por optar por aqueles que detêm criatividade (inovação é uma das máximas na dimensão corporativa). Como esperar que a sociedade produza culturalmente/artisticamente se não existem mecanismos que sustentem e incentivem essas práticas?

[...]

Arte onipresente: [...] uma música que inove em romper com o padrão 'viral' e estabeleça uma crítica política, ambiental, social ou cultural tende a provocar uma reação no indivíduo (ainda que mínima, foi oportunizada uma reflexão, diferente de quando a arte se torna uma mera reprodução sem sentido e com mínima simbologia).

Redação para concursos, Enem e Vestibulares Aprenda redação com lógica by , (Page 147 - 148)

Aqui, o livro traz tópicos bem relevantes no título 7.3 DESVALORIZAÇÃO DA CULTURA E DA ARTE NO BRASIL.

Primeiro, sobre a falta de investimento na arte, tanto dentro do sistema educacional quanto em manifestações culturais. O que sobra é a arte apenas como entretenimento na mídia de massa, sem seu aspecto crítico-reflexivo.

Por outro lado, num segundo momento, há uma valorização da criatividade no mercado de trabalho que não pode ser obtida em maior grau, justamente pela falta de incentivo na etapa de formação. É como um antigo grafite feito por uma gangue que existia na minha cidade dizia: "A sociedade que nos critica é a mesma que nos educa".

Além disso, uma música reflexiva pode despertar um indivíduo para cidadania, na luta por seus direitos, por exemplo. Enquanto as músicas "alienantes" apenas reiteram sua condição. Com o advento das redes sociais das big techs, tem-se não somente a …

Immanuel Kant: Fundamentação da Metafisica dos Costumes (Paperback, Português language, 2009, Edições 70) No rating

A Fundamentação da Metafísica dos Costumes data de 1785 e antecipa-se à Crítica da Razão …

Autor basilar para a Dignidade da Pessoa Humana

No rating

Publicada originalmente no Skoob, em 23/09/2017

Como não existe nenhuma resenha no Skoob para esta edição, vou fazer uma no calor do momento em que finalizo a leitura. Apesar de ser uma edição em português de Portugal, esta tradução de Paulo Quintela constava nas referências bibliográficas de outros livros que tive contato, enquanto a edição da Martin Claret sempre é alvo de críticas negativas. Seja porque a editora usa traduções não diretas do idioma original ou por conta das reiteradas acusações de plágio.

Apesar do estranhamento inicial, logo me adaptei e vi que a tradução parecia ser boa, a despeito da dificuldade habitual que existe em qualquer obra filosófica.

Meu interesse em Kant surgiu a partir de um trabalho em que precisava conceituar a Dignidade da Pessoa Humana. Em minhas pesquisas, o autor trouxe o melhor arcabouço para a construção do referido conceito.

Depois de fazer uma apresentação de parte …

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

6 COMO DESENVOLVER A VISÃO CRÍTICA E CORRELACIONÁ-LA A TEMAS DA ATUALIDADE

"[...] os troncos temáticos de maior evidência: - Questões sociais e comportamentais - Cultura - Meio ambiente - Tecnologia - Economia - Geopolítica - Direitos humanos**

[...] dados estatísticos, exemplos, causas, consequências, citações etc. [...]". (p. 115).

"[...] De fato, os acontecimentos não sofrem variações de uma banca para outra, o que muda é a abordagem com relação aos fatos: - Abordagem de tom objetivo/conteudista: [...] lógica teórico-conceitual. - Abordagem subjetiva /abstrata: [...] magnitude filosófica [...]

[...] discussões consideradas polêmicas [...] é importante que se conheça a visão oposta [...]". (p. 117).

"[...] Os temas de redação sugerem discussões que envolvem a ação do indivíduo (parte perante o contexto coletivo (todo) [...]

[...]

No momento da preparação com relação aos conteúdos, algumas outras ações podem otimizar o processo de estudo:

[...]

  • Esteja atento para os acontecimentos e suas devidas implicações: [...] Acompanhar o desenrolar dos acontecimentos [...]". (p. 118).
  • Relação de causa-efeito: [...] obtida por meio de duas questões:
    • O que causa isso? [...]
    • O que isso causa? [...] consequências [...]". (p. 119).

"Conceitos, terminologias, expressões e vocábulos específicos: um dos recursos de maior proveito para quem se prepara para redação com tema da atualidade é a absorção dos chamados 'conceitos coringas' [...]". (p. 122).

"[...] - Exemplo: o conceito de alteridade (capacidade de se entender pertencente ao contexto coletivo, colocando-se na situação do 'outro') pode ser aplicado em um tema que trate sobre violência, preconceito racial, homofobia ou intolerância religiosa. Trata-se de um conceito específico da área das Ciências Humanas com amplo alcance)".

Redação para concursos, Enem e Vestibulares Aprenda redação com lógica by , (Page 115 - 123)

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

5 COMO PESQUISAR CONTEÚDOS PARA TEMAS DE ATUALIDADES

"[...] Sugerimos que o processo de pesquisa que descortinaremos neste capítulo seja aplicado imediatamente [...] deve ser levado para além dos conteúdos disponíveis neste livro. É um método que vai ajudar em todo e qualquer tipo de estudo bibliográfico.

[...]

[...] vai desenvolver as seguintes competências: direcionar leitura e interpretação de artigos, desenvolver senso crítico próprio e aumentar o poder de síntese". (p. 109).

PASSO 1

Estudar estilo da banca e temas-alvo

"[...] se ela prefere temas de atualidades ou específicos [...]". (p. 110).

PASSO 2

Definir troncos temáticos

"[...] um tema pode ter vários troncos temáticos (econômico, político, social, religioso, comportamental etc.) [...] é importante uma coleção de tópicos em cada um desses troncos temáticos [...]". (p. 111).

PASSO 3

Definir fontes de consultas e arquivos-alvo

"[...] Sites, colunas e blogues ligados aos grandes meios de comunicação ainda são as …

Adriana Figueiredo, Rodolfo Gracioli: Redação para concursos, Enem e Vestibulares  Aprenda redação com lógica (Paperback, Português language, Saraivajur) No rating

A prova de redação vem preocupando muitos estudantes que vão fazer concursos públicos, vestibulares ou …

Até o momento, o Capítulo 4 - "Método Redação com Lógica®" foi o melhor e mais proveitoso. Pois destrincha os tópicos e traz uma estrutura, roteiro uma "máscara" / "esqueleto" da redação.

São 7 passos divididos em 3 etapas: - Interpretar: - 1) ler o texto norteador, resumir e correlacionar as ideias do tema com as principais dos textos norteadores (ler primeiro o tema); - 2) Reescrever o tema e formular a tese; - Criar: - 3) Gerar e selecionar ideias; - 4) Elaborar o roteiro; - Redigir: - 5) Gerar rascunho; - 6) Efetuar autocorreção; - 7) Produzir texto final;

Isso traz um grande poder de síntese e precisão. Algo que eu já havia experimentado em métodos para escrever peças jurídicas, mas não para redações em geral.

Kent Haruf: Nossas noites (EBook, Português language, 2017, Companhia das Letras) No rating

Um romance delicado sobre amar, envelhecer e aproveitar as segundas chances que a vida nos …

Vida plena após os 70

No rating

Participando da Tag #QuartaCapa de 12/06/2024 no Fediverso, Tema: "livros com os amores mais improváveis". O mais próximo disso que lembrei foi este.

Tomei conhecimento de Nossas Noites no Podcast Rádio Companhia e, após ouvi-lo, me interessei pela leitura.

Trata de um idoso e uma idosa, ambos viúvos, que moram no mesmo bairro. Esta última propõe passar as noites com aquele, sem segundas intenções; apenas para ter uma companhia, alguém para conversar.

E, a partir disso, nasce uma relação "improvável" que não tarda a despertar boatos e críticas tanto da vizinhança quanto dos respectivos familiares.

Um livro que nos mostra que há vida após os 70, que tais pessoas podem estar velhas, mas não mortas. Ademais, possuem o direito de desfrutar a vida com: passeios, viagens, namoros etc. Ainda que num ritmo mais leve e comedido, proporcionado pelo alto nível de maturidade.

Por fim, um livro necessário numa …

Nicholas Carr: The Shallows (AudiobookFormat, 2011, W.W. Norton) 4 stars

"Is Google making us stupid?" When Nicholas Carr posed that question, in a celebrated Atlantic …

'Sometimes our tools do what we tell then to. Other times we adapt ourselves to our tools requirements'. [Às vezes, nossas ferramentas fazem o que dizemos. Outras vezes, nos adaptamos às necessidades delas]."

The Shallows by  (23%)

02/07/2018

Capítulo 5 (2h07m13s):

[Audiobook] [Inglês] [Audible]